Thomaz Palace, Porto

on Feb 1, 2019 in Embarque Imediato | No Comments

A dois passos do centro histórico, aqui há a arte do conforto e, acima de tudo, da liberdade.

Ser livre é um princípio levado muito a sério por este edifício dos anos 40, convertido em 18 apartamentos, não estivesse ele instalado na Rua de Fernandes Tomás, que celebra o político e o magistrado mais ilustre do liberalismo português, Manuel Fernandes Tomás (1771-1822). O nome (em grafia antiga) do líder da Revolução Liberal de 1820, que eliminou a monarquia absolutista, foi o escolhido para batizar “o prédio mais imponente da rua”, como explica Filipe Ferreira, que se encarrega da gestão e da receção dos hóspedes. Filipe acrescenta que este é um negócio familiar que, além do pai, Jorge Ferreira, envolve a mãe, Aurora Dolgner, responsável pela decoração de interiores (papel que desempenhou noutro projeto da família, as Quintãs Farm Houses, em Arouca, também no norte do país).

O Thomaz Palace preservou a arquitetura original da fachada, com as suas janelas altas e beirais esculpidos que transportam para o requinte do passado. A elegância clássica da frente avança para o interior, onde os espaços mais contemporâneos “atualizam um apartamento antigo no Porto”. O trabalho de reabilitação é assinado pelo arquiteto Pedro Pinheiro, do ateliê In Details. São dois estúdios, dez T1 e seis T2 (cinco dos apartamentos destinam-se a alojamento de longa duração). Para casais, grupos de amigos e famílias, as opções são infinitas. Na tipologia T2, “bastante requisitada” e “uma verdadeira casa para uma família”, a suíte master acentua as palavras do gestor quando aponta o edifício como “um hotel de cinco estrelas, mas com apartamentos”. Um deles oferece até um jardim interior, com uma oliveira que “dá azeitonas o ano todo!”. Todos com áreas generosas, entre os 65 e os 120 metros quadrados, apresentam em comum valências domésticas, desde as cozinhas equipadas às áreas de lazer. E um bónus: a luz natural que, de manhã, como um truque de magia, rasga as janelas.

Dentro destas quatro paredes terá a liberdade para fazer o que bem entender e, certamente, ganhará vontade para descer até à azáfama da artéria comercial da Rua de Santa Catarina e do Mercado do Bolhão (que agora ocupa um novo espaço, do lado oposto, enquanto o original se encontra em renovação), dois ícones da cidade, ali tão perto. Na verdade, aqui não está longe de nada. Se continuar na passeata há uma forte possibilidade de encontrar o rio Douro e a Ponte D. Luís, na Ribeira, e as casas dedicadas às artes do espetáculo e às francesinhas (iguaria exclusiva da região) da Rua Passos Manuel, e a Avenida dos Aliados. Uma autêntica tradução da filosofia de vida liberal que associamos a Manuel Fernandes Tomás, eternizado numa pintura que se encontra no átrio de entrada do Thomaz Palace.

Rua de Fernandes Tomás, 230 \\\ fb.com/thomazpalace \\\ €75 – €160

 

por Manuel Simões

Arquivos

web design & development 262media.com

A UP Magazine colocou cookies no seu computador para ajudar a melhorar este site. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.