Palácio Ramalhete, Lisboa

on Apr 1, 2013 in Embarque Imediato | No Comments

Uma rara combinação de conforto, tradição, autenticidade e modernidade. Um refúgio, inspirado na maior das obras do escritor Eça de Queirós, que promete arrebatar uns quantos corações.

Em Os Maias – obra de Eça de Queirós, um dos grandes autores do realismo literário em Portugal – o Ramalhete era a casa da família Maia que se mostrava mais ou menos viçosa consoante as venturas e desventuras dos seus donos. O edifício mais emblemático da obra queirosiana tem, 125 anos mais tarde, um descendente à altura. Este, sempre viçoso.

O Palácio do Ramalhete é um hotel de charme nas Janelas Verdes e ocupa um palacete do século XVIII restaurado com zelo e gosto de forma a preservar o seu charme intemporal e o seu intenso cunho português.

É com o propósito de oferecer aos hóspedes uma experiência carregada de portugalidade que este palacete abre portas. Um lugar onde o bom gosto clássico divide as luzes da ribalta com o conforto e luxo dos nossos tempos. Um sítio onde a fantasia não tem limites e onde o Tejo é bom companheiro.

À primeira vista salta a decoração, um misto de peças dignas dos melhores antiquários que convivem com propostas de lojas de design e com magníficos (e antiquíssimos!) painéis de azulejo – a azulejaria é um dos protagonistas das artes decorativas em Portugal.

Os que ficam no Palácio do Ramalhete podem escolher entre 12 quartos e suítes que se distinguem pela disposição e temática (há os quartos nas águas furtadas com tetos esconsos que são de um romantismo imbatível e o quarto inspirado nos Maias) e pelas vistas (há os que têm vista de jardim e os que têm vista de rio), todos irrepreensivelmente decorados e equipados. As áreas comuns incluem uma sala de pequeno-almoço, um bar e salas de estar. Há também uma piscina, uma zona de solário e vários terraços floridos.

Porque aqui é o hóspede quem mais ordena, não se sinta receoso em dar voz aos seus desejos, o pessoal do hotel está mais do que disposto a atendê-los para que a sua estadia seja ainda mais memorável.

Convém ainda acrescentar que o Ramalhete é o ponto de partida ideal para ir à descoberta de Lisboa. Como o hotel, as redondezas são uma fusão perfeita entre a Lisboa antiga e a moderna, já que no mesmo quarteirão do hotel pode encontrar o Museu Nacional de Arte Antiga e algumas das galerias mais avant-garde de Lisboa.

 

Rua das Janelas Verdes, 92 – Lisboa
+351 21 393 1380 e +351 91 612 1002
www.palacio-ramalhete.com
€180 – €250

 

por Maria Ana Ventura

Arquivos

web design & development 262media.com

A UP Magazine colocou cookies no seu computador para ajudar a melhorar este site. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.