Helicóptero a pedal

on Feb 1, 2020 in Aterragem | No Comments

A humanidade solucionou o desafio do voo de muitas formas. Um nicho pouco conhecido do público é o das aeronaves a propulsão humana. E, nicho do nicho, o maior desafio de todos, o helicóptero humano.

O helicóptero é uma máquina de força bruta. Não há paralelo no mundo dos rotores aos planadores. Em 1980 a American Helicopter Society criou, por cem mil dólares, o Prémio Sikorsky para o primeiro helicóptero de propulsão humana, capaz de voar 60 segundos até três metros de altura dentro de dez metros quadrados. Em 2009 o prémio subiu para 250 mil dólares. Demorou 33 anos a ser vencido.

O desempenho do Gamera I da Universidade de Maryland inspirou os canadianos da AeroVelo (Universidade de Toronto) a lançarem-se ao prémio. Os alunos de Maryland criaram depois o Gamera II, que voou 65,1 segundos dentro do dito quadrado, mas sem subir aos três requeridos. Já os canadianos tiveram uma abordagem completamente diferente: ao invés de limitarem o tamanho ao local de voo disponível, dimensionaram-no para o motor disponível, um humano de 78 quilos. O resultado foi o Atlas, o segundo maior helicóptero do mundo, maior que as asas de um Airbus 320. Foi escolhida a configuração quadrotor por não ter torque, evitando o uso do ineficiente rotor de cauda.

A AeroVelo misturou simulação computacional e ensaios experimentais até ter uma faixa de predição de 5%, o ótimo entre a eficiência do tamanho do rotor e o peso estrutural. Adicionaram componentes de ciclismo de alta competição. A transmissão foi feita pelo enrolamento de fios da bicicleta central para cada um dos rotores. Estes tinham a mesma forma que as asas do Gossamer Albatross, um avião “humano” que atravessou o Canal da Mancha em 1979: longarina em tubo de carbono e nervuras em balsa, polistireno e cobertura em Mylar.

O Atlas voou dentro de um estádio de futebol pela primeira vez a 28 de Agosto de 2012. 75 voos seriam ainda necessários, com várias quebras e acidentes, antes de arrebatar o prémio, a 13 de Junho de 2013. Nesse voo final, o valor da potência média foi de 700 watts, ou cerca de dez mil calorias, ou dois quilos de chocolate…

aerovelo.com

 

por Ricardo Reis

Arquivos

Snowbird

O ornitóptero de Da Vinci foi uma das primeiras tentativas de voo de propulsão humana. Em 2010, com o Snowbird, a AeroVelo fez vingar a ideia. Com 32 m e 43 k, voou 145 metros em 19,3 segundos.

Daedalus

A aeronave Daedalus do MIT tem o recorde de distância – 115,11 quilómetros – estabelecido em 1988 na ilha da Iraklion, Creta, até Santorini, como na história de Dedalus e Ícaro da mitologia grega.

Atlas

46,4 m /// dimensão máxima

55 kg /// peso

1276 /// área

web design & development 262media.com

A UP Magazine colocou cookies no seu computador para ajudar a melhorar este site. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.