Eis o magnífico sul

on Nov 1, 2019 in Piloto Automático | No Comments

O turismo de vinho no Alentejo continua a evoluir, criando espaços supreendentes, e a Herdade da Malhadinha Nova é imperdível.

A família Soares, da Herdade da Malhadinha Nova – em Albernoa, perto de Beja –, investiu num novo projeto em que várias ruínas se transformaram em modernas e luxuosas casas rurais rodeadas de vinha. A história começou em 1998, quando compraram 200 hectares e recuperaram uma casa para refúgio familiar, cedo percebendo o potencial para a produção de vinhos: plantaram 20 hectares de uva e construíram uma adega. Hoje são mais de 450 hectares e a vinha cresceu para os 85. Além da adega, há restaurante, loja, um hotel – o Country House & Spa (dez quartos) –, coudelaria, atividades diversas relacionadas com o vinho. É um dos melhores enoturismos do país.

Os novos 20 quartos estão distribuídos por várias casas recuperadas pela arquiteta Joana Raposo e talentosamente decoradas por Rita, mulher de João, um dos irmãos Soares, que optou por materiais naturais e artesanato local. São a Casa das Pedras (quatro suítes, piscina privada em cada uma, minimalistas); Casa do Ancoradouro (sete suítes, arquitetura alentejana, pavimento em terracota produzido de forma manual a partir dos solos argilosos circundantes; Casa da Ribeira (três suítes em diferentes tonalidades de azul, terraço privado, piscina); a Casa das Artes e Ofícios (duas suítes, piscina, um espaço comum que homenageia os misteres tradicionais), onde acontecem exposições, tertúlias e workshops; e a Venda Grande, na aldeia de Albernoa, a cerca de cinco quilómetros – outrora estabelecimento comercial de tecidos, chapéus, mercearias e drogarias. A recuperação desta casa teve em conta alguns dos elementos originais, como os pavimentos hidráulicos e portadas tradicionais em madeira maciça, e em cada quarto dominam diferentes cores. O espaço tem ainda a particularidade de comercializar a maior parte do mobiliário e objetos presentes. Quanto aos vinhos da Malhadinha, não se pode esquecê-los. São reputados tintos, brancos e rosés, concebidos pelo enólogo residente, Nuno Gonzalez, e pelo consultor Luís Duarte.

Albernoa, Beja \\\ malhadinhanova.pt

 

por Maria João de Almeida /// foto João Guimarães

Arquivos

web design & development 262media.com

A UP Magazine colocou cookies no seu computador para ajudar a melhorar este site. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.